Tem Um Fantasma no Meu Banheiro - Ane Braga

terça-feira, 29 de abril de 2014

Entrevista com a ilustradora Lady Viana

O mundo virtual tem me presenteado com boas descobertas. 
A mais recente é uma garota bonita de recentes 18 anos e com uma bagagem enorme.
Ela estuda Design de Modas nas Belas Artes, uma das mais bem conceituadas faculdades de moda do mundo.
Além disso, ela é fotógrafa, ilustradora, colorista, capista e conhece muito de programas que facilitam a vida de escritores, editores, jornalistas, supermercados, lojas de departamento e por aí vai.
Estou falando de programas como Photoshop, Corel, Indesign, Ilustrator e muitos outros.
Como não fosse suficiente, ela fez e faz inúmeros cursos, sejam eles de atualizações, um novo programa, ou idiomas.
Ufa! Com tanta correria assim, sobra tempo para diversão? Ela garante que sim. Adora ler, assistir a filmes com a família, sair, fotografar e viajar.
Saiba um pouco mais sobre essa bela e boa menina. 
Apresento a vocês, Lady Viana.



Literarte: Quando começou na área de ilustração?     

Comecei na área de ilustração por volta de 2011, quando tinha 15 anos. Na ocasião, a escritora Ane Braga precisou de um criador de arte para sua livraria, a Livraria Palavras e Vozes, ela me chamou imediatamente para auxiliá-la. Foi dali para sempre na área de criação.

Literarte: Como você descobriu essa aptidão para arte?

 Sempre gostei de arte, e lia Maurício de Souza todos os dias durante a infância. Quando cresci um pouco mais, descobri Victoria Francés, uma artista espanhola incrível, Ana Paula Guaratini (pameleca) – e a partir daí, muitos outros ilustradores. Uma paixão que cresceu a cada dia, e que sempre me deixava com gostinho de “quero mais”. Meus pais sempre me incentivaram e apoiaram, o que é um grande diferencial para alguém que decide seguir a vida com arte, e não com as tradicionais áreas e mercados de trabalho.

Literarte: Qual foi seu primeiro trabalho?

Meu primeiro trabalho foi uma capa de livro (Winter).



Literarte: E o trabalho mais recente?

 O mais recente foi Aurora, para a Ane Braga.





Literarte: Qual sua fonte de inspiração, de motivação? O que fez com que chegasse ao momento atual?

 Quando eu era bem pequena, mudava bastante de casa. Em uma dessas, fui morar no interior do interior de São Paulo, numa casa bem grande com um quintal intrigante e uma edícula onde eu guardava meus brinquedos. Como havia acabado de chegar, brincava sozinha – com as minhocas da terra, rosadas, algumas brancas. Eu competia com elas pela terra, como uma guerra medieval (???) e imaginava histórias. Infelizmente, elas venceram. Mas o fato é: a partir dali eu comecei a imaginar histórias. E história é o elemento essencial para minhas criações. Eu sempre desenhei, fosse no papel, na tela, na parede (meus pais apoiavam, o que é incrível). Naquele mesmo ano, meus pais me colocaram num curso de pintura em tela. Já fiz cursos diversos, mais do que me lembro. De história da arte, de artes plásticas, de desenho, de pintura digital, de pintura de HQ, de photoshop, corel... Entre outros.

Literarte: Qual sua dica para quem quer entrar nessa área e não sabe por onde começar?

 Minha dica: divulgação, estudo e muito trabalho. Divulgue-se, mostre-se, converse, seja sociável. Aceite dicas e dê dicas. Estude muito – nunca pare, nunca desista e nunca (isso é o mais importante), NUNCA coloque obstáculos no seu caminho. Tudo é possível. E pratique, trabalhe, ame o que faz, porque só assim a carreira vai para frente.

Literarte: Qual a parte mais difícil na vida de um designer/ilustrador/capista/artista?

 O aspecto mais difícil, sem dúvida, é ser reconhecido. Isso é um desafio para todos, até para os grandes. É sempre necessário inovar, e se inovou, a expectativa já está alta para a próxima criação. Criar-se e recriar-se faz com que o artista seja conhecido, e continue em alta. Isso é um grande desafio.

Literarte: Você gosta de ler? Qual sua média de livros por mês?

Ler...é absolutamente adorável! Eu costumo ler uns 3 livros ao mesmo tempo, e a maioria são livros técnicos. No momento, estou focando só no “Pesquisa e Design”, de Simon Seivewright. É um ótimo livro.
                                                                                                                                                                *

Contate-a pelo e-mail: eysh2009@gmail.com ou pelo Facebook.

* A entrevista foi conduzida pela jornalista Rosana Piña equipe Universo Literarte.


Um comentário:

  1. Essa é minha parceira de arte!!! Muito profissional! Sucesso Bianca!

    ResponderExcluir